fbpx

Você está de mudança para outro estado e não sabe como se organizar? Então confira a seguir algumas dicas que vão te ajudar neste momento.

Na hora de mudança de residência, é preciso ter atenção, principalmente no que diz respeito ao transporte dos pertences até o local de destino. Quando a mudança é interestadual, os cuidados devem ser ainda maiores, principalmente quanto à separação, embalagem e proteção de cada móvel ou objeto.

Além disso, há alguns cuidados importantes de planejamento, como documentação necessária no caso de fiscalização rodoviária. Como se planejar para que a sua mudança para outro estado corra bem e sem imprevistos? Confira a seguir algumas dicas para se organizar e ficar tranquilo.

1) Escolhendo o formato ideal de transporte

Na hora de pedir um orçamento de transporte para a sua mudança, você poderá optar por duas modalidades. Em uma mudança exclusiva, o caminhão levará somente os seus pertences, sendo ideal para quem tem uma grande quantidade de itens a serem transportados e precisa de rapidez, pois a sua mudança sairá do local de retirada e será entregue direto no destino final.

Nas mudanças compartilhadas, os seus pertences dividirão espaço no caminhão com outros clientes, bastante utilizada por pessoas que não tem uma quantidade suficiente de objetos e móveis para encher todo o caminhão. Nos transportes compartilhados, a vantagem é que você pagará menos pelo serviço, já que com o aproveitamento da carga as empresas conseguem baixar bastante o valor do transporte que seria pago por cada cliente. Oferece um excelente custo-benefício para quem vai levar consigo poucos pertences e não tem pressa para o serviço.

Uma desvantagem é que esse tipo de transporte pode demorar mais do que as mudanças exclusivas, já que a empresa primeiro coleta os pertences de cada cliente, e só então o caminhão parte para a cidade de destino, entregando os pertences conforme a rota de logística. Você poderá resolver esta desvantagem com um bom planejamento prévio e, assim, vai economizar gastos.

2) Optando pela empresa ideal

Antes de fechar um contrato com uma empresa, investigue se os serviços oferecidos correspondem à sua expectativa. Você também pode buscar por opiniões de clientes, para saber se a empresa é idônea, pontual e oferece um bom atendimento. É fundamental saber quais as principais necessidades que você precisa que sejam atendidas e ver se a empresa pode atendê-las, como prazos, preços, serviços, entre outros.

No caso das mudanças interestaduais, normalmente os pertences ficam sob a responsabilidade da empresa por um grande período de tempo, já que as distâncias a serem percorridas são maiores do que em uma mudança local, obviamente. Então, certifique-se de que está deixando a sua mudança em boas mãos.

shutterstock-547444582.jpg

3) Confirme todos os dados possíveis

Para evitar desentendimentos e transtornos durante a coleta e transporte para outro estado, ou até mesmo gastos inesperados no final do serviço, é fundamental confirmar todas as informações sobre o local de retirada, o destino final, bem como dos itens a serem transportados. Algumas empresas disponibilizam o serviço de vistoria, em que um técnico da empresa vai até o local para fazer o orçamento de forma mais precisa e adequada à necessidade de cada cliente. Na maioria das vezes, é feito de forma gratuita, dependendo da empresa.

A quantidade e tipo de itens a serem transportados, os serviços a serem contratados, bem como a dificuldade de retirada dos pertences da residência (em casos de apartamentos em prédios sem elevador ou ambientes muito pequenos), se vai precisar de içamento, o volume de embalagem necessário de acordo com cada objeto, são alguns dos aspectos que fazem a diferença para a cotação do transporte. Confirme também a documentação necessária, como as notas fiscais de eletrodomésticos para a fiscalização rodoviária.

4) Planejamento de tempo

Outra dica é importante é ter em mente o tempo que a empresa vai levar para coletar os itens na sua residência atual e entregar no destino final. Como se trata de uma mudança interestadual, esse planejamento vai facilitar a organização de um cronograma, para que você saiba quando deverá estar tudo pronto para a retirada dos pertences, bem como quando deverá se deslocar para a nova residência para receber e acomodar o mobiliário e objetos.

Com isso, você vai saber se chegando na cidade de destino poderá morar direto na nova residência ou se vai precisar ficar hospedado em um hotel até a chegada dos seus pertences. Isso vai evitar que você chegue no novo lar e precise esperar muito tempo até poder se instalar devidamente.

Se você não vai viajar dirigindo e precisa que seu carro também seja transportado, confirme se a empresa de mudanças faz este tipo de serviço e qual o prazo para ter o seu veículo no novo endereço. Faça o mesmo no caso de ter algum animal de estimação que também precisará ser transportado.

5) Seguro para mudanças interestaduais

Quanto mais longe a distância a ser percorrida para o transporte de uma mudança, maior é risco de que aconteça algum tipo de acidente. Então, como forma de se prevenir, você pode pedir para que a empresa faça a cotação de um seguro para os seus pertences.

Como as mudanças interestaduais podem vir a percorrer estradas com condições não tão boas, além de aspectos climáticos que podem desfavorecer o percurso, como a chuva, assim como diversos outros imprevistos, sempre que possível, faça um seguro para sua mudança.

Agora que você já sabe o que precisa ter em conta para uma mudança interestadual, clique aqui e encontre empresas especializadas para um orçamento.

Fonte: www.mudanca.com